CONHEÇA O PROJETO QUE IRÁ ATUALIZAR A FORMA DE VERMOS OS SERVIÇOS PORTUÁRIOS

O Centro de Operações Portuárias (COP) é um projeto CENEP visando a união de diferentes tipos de dados que juntos auxiliam nos serviços portuários e acadêmicos. O projeto audacioso é composto pela mesa de operações, uma maquete em escala (escala) real do porto de santos para melhor visão tático portuário, três projetores para visualização dos dados em melhor forma, Alexa, através da assistente virtual da amazon nós podemos interagir diretamente com a mesa apenas via comando de voz, além de inicializar interações e pesquisas apenas falando.

mesa de operações Seu Pedro desenvolvedor da maquete do centro de operações.

CONHEÇA ALEXA

A "voz" por trás do centro de operações portuárias!

"Hey Google...", "Hi Siri..." ,"Alexa..."
Todas as tarefas e interações realizadas via comando de voz...


Alexa será a nossa comissária de bordo no projeto, através da assistente pessoal desenvolvida pela Amazon com intuito de realizarmos interações com dispositivos via voz. A assistente realiza desde comandos simples como buscar receitas na internet até funções mais complexas como ligar dispositivos.

Com Alexa executaremos funções, questionários, atividades em relação a mesa com mais praticidade e tecnologia.


A Concepção do Laboratório

Informações Técnicas:

O Laboratório de Logística Portuária – “CENTRO OPERACIONAL” – reproduz uma réplica na forma de uma maquete em relevo do Porto de Santos, equipada com todos os terminais e berços de atracação existentes, suas vias perimetrais rodoviárias e seus ramais ferroviários, além de miniaturas de todos os tipos de navios, reproduzidos em escala 1:2000 para que o trabalhador portuário, estudantes (do fundamental ao superior, pós graduação, mestrado e doutorado), professores, pesquisadores, profissionais e gestores de terminais possam conhecer, atualizar ou aperfeiçoar seus conhecimentos acerca da organização portuária e sua sistemática, desenvolv er a competência do planejamento, do raciocínio lógico e estratégico, fundamentais à preparação educacional para atuação nos mais diversificados cenários operacionais. O “CENTRO OPERACIONAL” está equipado com:

  • Mesa de operações com 12m2 (Escala 1:2000 dos 13 kms de Porto);
  • 03 telas de 150 polegadas;
  • 03 Projetores de última geração equipados com módulos de som;
  • 10 metros de trilhas de LED multicolor (Vias Rodoviária e Ferroviárias);
  • 200 réplicas de navios cargueiros todos os tipos e tamanhos, em escala, pintados e identificados com a logomarca dos seus respectivos Armadores;
  • 02 réplicas especiais de navios Super Post Panamax de 370m de comprimento e 01 réplica de navio Super Post Panamax com 400m de comprimento , para exercícios avançados de simulação de navegação no canal do Porto, manobras e atracação;
  • 30 réplicas de navios de cruzeiros e navios da Marinha de Guerra;
  • 50 réplicas de rebocadores, dragas, balsas e demais embarcações de apoio;
  • 40 réplicas de Ship to Shore (Portainers) em escala, pintados nas cores dos seus respectivos terminais;
  • Conjunto de dois servidores HP com periféricos wireless;
  • 80 réplicas das logomarcas dos terminais, geo referências (limites territoriais), pontos turísticos e outras locações municipais e portuárias;
  • Central de controle da “Plataforma ALEXA – Amazon” – Inteligência Artificial que controlará o funcionamento da Mesa de Operações.
  • 20 aplicativos selecionados, que constituirão a base de informações da “Plataforma ALEXA”;
visão plana da mesa exibindo os pequenos relevos da mesma causados pelos itens sobre ela.
fitas de led em alguns trajetos da mesa.
largura da mesa em tamanho real.

Objetivos do Centro Operacional:

  • Localizar e instalar as réplicas (logomarcas) dos terminais portuários no cenário das operações: margem direita e margem esquerda – porto organizado e terminais de uso privativo;
  • Localizar e instalar as geo referências (limites territoriais), pontos turísticos e outras locações municipais e portuárias;
  • Instalar os equipamentos de carga e descarga: shiploaders e portainers;
  • A partir das informações da Praticagem e da Autoridade Portuária (e demais fontes selecionadas), “atracar” os navios em seus respectivos pontos de atracação;
  • Distribuir os navios em espera na Barra;
  • Distribuir as embarcações de apoio: rebocadores, dragas, balsas etc.;
  • Comparar as informações da Praticagem e Autoridade Portuária com as informações do satélite: “AIS” – site Maritime Traffic;
  • Acionar os comandos de sinalização dos acessos rodoviários nas perimetrais a partir das informações sobre congestionamentos, acidentes, acessos restritos etc.;
  • Acionar os comandos da sinalização dos ramais ferroviários;
  • Sinalizar as informações sobre as marés e calado;
  • Sinalizar as condições climáticas (Estações Meteorológicas);
  • Sinalizar os obstáculos constantes da carta náutica;
  • Sinalizar o sistema de boias do canal do porto;
  • Simular acidentes e situações de emergência no canal do porto;
  • Simular manobras – mudanças de atracação entre berços;
  • Simular manobras – giro, bombordo e boreste;
  • Simular manobras dos rebocadores – atracações e desatracações;
  • Simular interrupções por dragagem, construções, reformas etc.;
  • Simular a disponibilização de equipamentos nos berços;
  • Simular gargalos da logística portuária e dos acessos;
  • Simular operações com embarques das “safras”;
  • Simular operações com cargas de projeto, cargas perigosas e cargas vivas;
  • Simular situações de interesse do PAM – acidentes em terra e mar;
  • Simular o embarque simultâneo de cruzeiros (Até 8 navios);
  • Simular a produtividade por berços e equipamentos (containers e granéis).